Texto Maior
Texto Maior
Texto Maior
Texto Menor
Texto Menor
Texto Normal
Texto Normal
Contraste
Contraste
Libras
Libras
Vlibras

O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Acesso à informação
Acesso à informação

Itaituba, segunda-feira, 17 de janeiro de 2022 Telefone (93) 3518-7936

Atendimento Atendimento: De segunda a Sexta das 8:00h às 14:00h

Domi
16/01
Parcialmente Nublado
Máx 33 °C
Min 22 °C
Índice UV
12.0
Segu
17/01
Parcialmente Nublado
Máx 32 °C
Min 23 °C
Índice UV
12.0
Terç
18/01
Chuvas Isoladas
Máx 32 °C
Min 24 °C
Índice UV
12.0
Quar
19/01
Chuvas Isoladas
Máx 30 °C
Min 22 °C
Índice UV
12.0

Saúde - Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

Buscar Notícia

Notícias por Categoria

Nota de Repúdio-Obstetrícia

Nota de Repúdio-Obstetrícia


Nota de Repúdio-Obstetrícia

Nota de Repúdio-Obstetrícia

O Hospital Municipal de Itaituba vem por meio desta, responder as denúncias feitas pelo Sr. Vereador Junior Pires, em que mencionou “a falta de maior atenção dos profissionais do HMI com as mulheres grávidas”.

O setor de Obstetrícia do HMI hoje conta com equipe Multidisciplinar composta de 5 Enfermeiros OBSTETRAS, 7 Técnicos de Enfermagem, Nutricionista, Bioquímico, Assistente Social, 3 médicos em revezamento de sobreaviso (Dr. Leonardo Peres, Dr. Manoel Diniz, Dr. Jesus Anselmo), serviço de ultrassom na 24 h com Dr. Katsumy Takaya e Dr. Antônio Alvarenga. Atualmente possuímos 10 leitos para gestantes e com previsão, breve, de ampliação com a finalização da nova sala de parto .

O atendimento as Grávidas tem recebido constantes elogios dos órgãos de fiscalização (COREN,CRM,MP etc), principalmente em se tratando de PARTO HUMANIZADO. Um dos problemas identificados trata-se da imposição por pessoas não habilitadas ( vizinho, amigo,etc) a execução de CESARIANAS, sem concordância com a propedêutica médica, situação esta que não é/foi compreendida pelo vereador . Trata-se de um procedimento que deve ser indicado por profissional habilitado e capacitado, sem que haja interferências externas de pessoas inabilitadas, inaptas e imperitas.

Vale a pena ressaltar abaixo algumas recomendações do Ministério da Saúde:
(...)
“Na sua nova orientação, a OMS pediu a eliminação da referência à dilatação cervical de um centímetro por hora e enfatiza que uma taxa de dilatação cervical mais lenta por si só não deve servir de indicação para acelerar o parto ou o nascimento”. (BRASIL,2018).
(...)
“Embora a taxa de cesariana varie de acordo com a região do mundo, a OMS vê um aumento geral nesta prática, que considera perturbador. A OMS também está preocupada com as intervenções usadas anteriormente para evitar partos complicados se terem tornado comuns. A gravidez não é uma doença e o nascimento é um fenómeno normal, que se pode esperar que a mulher complete sem intervenção. (BRASIL,2018).

Entendemos que o vereador receba intensa pressão popular para resolução de situações mas não podemos concordar com interferência nas condutas deste Hospital. É salutar ressaltar que todos os procedimentos e decisões são registrados em prontuários, assinados e carimbados, e cada profissional sabe de suas competências e responsabilidades assumidas nas tomadas de decisão.

Diante o exposto, a equipe da OBSTETRICIA deste HOSPITAL, REPUDIA a atitude tomada pelo Vereador, e convida o mesmo a visitar as pacientes (conhecidas e desconhecidas) que utilizam o serviço além de conversar com os profissionais para entender condutas e prescrições. Pede, ainda, o apoio para captação de recursos voltados a programas de HUMANIZAÇÃO e incentivo ao parto natural, como REDE CEGONHA, HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA entre outros.

A EQUIPE DE OBSTETRICIA DO HMI
DIREÇÃO DO HMI



FacebookTwitterWhatsAppImprimir

Voltar para a listagem de notícias

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ACOMPANHE-NOS

UNIDADES FISCAIS

Fique por dentro dos índices - ver todas

Nenhuma unidade fiscal cadastrada no momento!

Prefeitura Municipal de Itaituba - PA.
Usamos cookies para melhorar a sua navegação. Ao continuar você concorda com nossa Política de Cookies e Políticas de Privacidade.